BLOG

Inbound Marketing: O guia não definitivo

img-home-1

Antes de mais nada, não somos haters do inbound. Pelo contrário usamos, indicamos o inbound marketing e entendemos que ele transcende vendas, ROI, escala, etc… Queremos resultados sim! Mas também mostrar uma visão um pouco mais filosófica e menos linear/matemática do inbound marketing.

 

Inbound marketing a revolução no marketing moderno?

Vendas e marketing estão mudando. Dentre os grandes movimentos dos últimos tempos, podemos destacar o inbound marketing como a grande estratégia que cresceu junto com a explosão da internet.

Muitos se perguntam se ainda existe espaço para crescer na internet e isto é fácil de responder. Em mercados como EUA e Europa a concorrência é muito maior, dificultando a entrada de novos atores. 

Já no Brasil, com seu potencial de mercado gigante, e onde muitos ainda não tem acesso a rede, as oportunidades são reais e muito promissoras já que brasileiro é um dos povos que mais usam a ferramenta no mundo.

Por outro lado, em lugares como EUA e Europa o orçamento para o digital já é de 44% das verbas totais. No Brasil as empresas investem cerca de 25,0% de seus budgets em digital.

No início, muito usada por startups de tecnologia que visam escalar suas vendas de forma exponencial o inbound marketing ajuda a gerar esta escala, através da geração de interessados nos canais digitais. 

Assim, hoje em dia o inbound marketing vem se consolidando como parte vital do processo de vendas de cada vez mais empresas. Utilizando a geração de conteúdo educativo, automatizações e análise de dados o inbound marketing leva uma abordagem mais objetiva aos resultados de marketing e vendas das empresas oferecendo a possibilidade de ter uma previsão de receitas.

Ao contrário do processo tradicional (prospecção, contato telefônico, visitas) muitas vezes dispendioso e lento, o inbound marketing usa a internet para gerar interessados em sua oferta, tirando suas dúvidas, mostrando casos de uso, negociando preços e condições de pagamento, deixando as pessoas mais perto de tomarem uma decisão.

“Minha empresa anda meio atrasada em seus métodos comerciais parece que chegou ao seu limite de performance. Como o inbound marketing  pode me ajudar? 

Como falamos anteriormente:

  • Gerando contatos (leads) que demonstraram interesse no problema que minha empresa resolve.
  • Reduzindo custos do processo de venda.
  • Qualificando as pessoas quanto ao conhecimento do meu produto/serviço;
  • Criando ativos de informação na internet.
  • Disseminando conhecimento interno de seu time. ( com leads mais informados sua equipe precisa acompanhar a evolução)
  • Marketing orientado a dados e ROI (menos achismos e mais informação).

Quando bem executado o Inbound Marketing chega a ser 62% mais barato que os métodos tradicionais de geração de interessados no seu produto. Mas como tudo que funciona exige planejamento, trabalho e persistência. Sem isso, como tudo na vida que vale a pena, provavelmente não dará certo.

Funciona: sim.

Para todos: Para a grande maioria  porém para alguns será mais difícil. 

Como posso saber se é para mim? 

Bom tudo relacionado a negócios gira em torno de riscos: Investimento e riscos. Assim, o princípio de uma boa gestão é diminuir riscos e maximizar o investimento. No inbound marketing não é diferente. Afinal, precisamos fazer um bom planejamento com objetivo de avaliar e mensurar riscos.

Mas podemos dar alguns passos importantes rumo a um projeto de sucesso antes mesmo de colocar a mão na massa. Pressupomos que você já tenha seu(s) persona(s) detalhadamente traçado e irá iniciar seu planejamento. O que você não pode deixar de saber: análise de concorrência no Google SERP,  projeção de custos para mídia paga, custos para produção de conteúdo, softwares e definir as métricas do período de aprendizagem.

 

Compartilhar:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter

VEJA TAMBÉM